Utilizando o Vagrant, 2ª parte

Continuando com o Vagrant, na primeira parte ele foi instalado e duas boxes, CentOS 7 e Ubuntu 14.04, deixadas disponíveis no cache. Isto já permite subir máquinas virtuais nestes dois sistemas operacionais de forma quase instantânea mas é claro que ambos os casos são imagens padronizadas e contendo “apenas” o necessário, logo hora de customizá-las e também aproveitar para conhecer um pouco mais sobre o “Vagrantfile” no processo.

Enviado por Giovanni Nunes (giovanni·nunesΘgmail·com)

O artigo “Utilizando o Vagrant, 2ª parte” foi originalmente publicado no site BR-Linux.org, de Augusto Campos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s